Alguns Apontamentos Ao Estatuto da Advocacia (Vargas Vila)

     Atendendo à sugestão de alguns colegas, adianto a divulgação de parte do esboço feito pelo autor intitulado “Anotações ao Estatuto da Advocacia e ao CED dos Advogados”, (em fase semifinal), da primeira parte do Estatuto da Advocacia e da OAB, que vai até o artigo 43,, que trata do Título I, aqui exposto em três partes conforme se vê na cortina abaixo,  com o objetivo de receber críticas e sugestões dos colegas, cujo intróito a seguir reproduzido, esclarece o motivo e o sentido do trabalho que está sendo preparado para a publicação.

              “Este trabalho, modesto e despretensioso estudo, é  feito no osso da Lei nº 8906/1994, do Regulamento Geral e do Código de Ética e Disciplina (CED), ou seja, externa o entendimento pessoal, certo ou errado, do autor, donde não ter referências bibliográficas, não sendo, pois, uma meta-análise da Lei Estatutária, podendo apenasmente se referir à decisões administrativas internas dos Tribunais de Ética e Disciplina das Seccionais,  da própria Ordem, seja nacional, seja estadual,  assim como fazer pequenas referências doutrinárias e ao direito pretoriano, como cotas exemplares, não pretende, pois, ser referência, daí não se referenciar, também, a qualquer comentador  da matéria por mais respeitável que seja”.