Zveiter firma termo de cooperação com a PM/RJ

TJRJ – Zveiter assina termo para a capacitação dos policiais militares
 
 
O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Luiz Zveiter, se reuniu na última quarta-feira, dia 18, com o secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Ricardo Manuel dos Santos Henriques, representando o governador Sérgio Cabral; o secretário de Estado de Segurança, José Mariano Beltrame; e a desembargadora Marilene Melo Alves, presidente do Subgrupo de Trabalho para Conciliação e Mediação, para a assinatura do Termo de Cooperação para a Capacitação em Mediação dos policiais militares membros das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).
 
“Tem sido muito importante a parceria dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para a realização de ações efetivas no Estado. A mediação vai fazer com que o exercício da cidadania também chegue às favelas. Os policiais serão capacitados e receberão uma certificação ao fim do curso”, adiantou o presidente do TJRJ, destacando os benefícios da implantação das UPPs para a população das comunidades.
 
O secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Ricardo Manuel dos Santos Henriques, contou que o governador Sérgio Cabral fez questão de assinar o termo posteriormente, já que não pôde estar presente à cerimônia em função de um problema de saúde. O secretário ressaltou que “o projeto de mediação nas UPPs é peça fundamental nesse novo momento do Estado do Rio”.
 
“Gostaria de agradecer ao Tribunal de Justiça, que dá esse passo importante e decisivo para que nós tenhamos melhores dias. Em todas as vezes que procuramos o presidente Luiz Zveiter, não tivemos apenas os nossos pedidos atendidos, mas saímos com os problemas resolvidos”, afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, lembrando ainda que a mediação servirá para reforçar a relação de confiança entre a população e a polícia.
 
Segundo a desembargadora Marilene Melo Alves, o TJRJ, com os esforços do desembargador Luiz Zveiter, promove o maior movimento pela mediação do país. “A UPP não é apenas uma sigla. A polícia pacificadora significa o que há de mais moderno em segurança pública no mundo”, completou.
 
Também estiveram presentes à solenidade o secretário de Estado da Casa Civil, Arthur Vieira Bastos; o 3º vice-presidente do TJRJ e corregedor-geral da Justiça em exercício, desembargador Antônio José Azevedo Pinto; o presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Antônio Siqueira; e os desembargadores Ademir Pimentel, Katya Maria Monnerat, Gizelda Leitão e Sebastião Rugier Bolelli.
 
Fonte: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro
Esta entrada foi publicada em Destaques. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta